topo cmt curva azul2


INSTITUCIONAL

TIJUCAS

COMUNICAÇÃO

LEGISLAÇÃO

Reunião definirá criação do comitê de combate ao tráfico de pessoas

tráfico de pessoasO presidente da Assembleia Legislativa, Romildo Titon (PMDB), recebeu na manhã desta terça-feira (25) a deputada Ana Paula Lima (PT) acompanhada de Neuza Dias, conselheira do Comitê Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (Conatrap). Elas pediram o apoio do presidente para a implantação de um comitê estadual de enfrentamento ao tráfico de pessoas. Para isso, ficou acertado que até o fim do ano deve ser agendada uma reunião na Assembleia Legislativa com representantes do Governo do Estado, Ministério Público, Tribunal de Justiça, Polícia Federal e a sociedade organizada para iniciar o processo de criação do comitê.
Atualmente Santa Catarina é um dos dez estados brasileiros que não possuem um comitê próprio para o enfrentamento ao tráfico de pessoas. De acordo com a Ana Paula, os dados disponíveis são alarmantes e esse tipo de tráfico só perde em rentabilidade para o de armas e o de drogas. "Já que esta Casa fez toda uma programação institucional alertando sobre o desaparecimento de pessoas e já que nós também temos no estado uma delegacia de desaparecidos, nós temos que falar também do tráfico de pessoas", ponderou a deputada.
Neuza enfatizou que o cerceamento da liberdade de ir e vir submete as vítimas a todo tipo de violência. "Devemos estar alertas devido a Santa Catarina ser um estado com grande extensão de fronteiras secas e internacionais". Não existem dados consolidados sobre o problema no estado, mas, na avaliação dela, é possível afirmar que esse tipo de tráfico existe e que tem se desenvolvido.
Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), entre as vítimas do tráfico de pessoas, 44% sofrem abuso sexual, 32% são utilizadas como mão de obra escrava e 25% sofrem a combinação dos dois tipos de violência.


*AGÊNCIA AL

AddThis Social Bookmark Button

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |