topo cmt curva azul2


INSTITUCIONAL

TIJUCAS

COMUNICAÇÃO

LEGISLAÇÃO

Audiência explica Plano Municipal de Saneamento Básico a moradores

audiencia publicaCom investimento previsto de R$ 68 mi, atendimento deve chegar a 80% da população em 2035

O engenheiro Luiz Alberto Duarte apresentou o Plano Municipal de Saneamento Básico de Tijucas em audiência pública realizada na Câmara de Vereadores na noite da última quarta-feira (27). O evento, que contou com a presença de 21 pessoas, faz parte do processo de divulgação do projeto, permitindo o controle administrativo por parte da sociedade.

Ao abordar o plano, o engenheiro explicou que o projeto abrange o abastecimento de água, esgoto sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos, incluindo o sistema de drenagem e tratamento de águas pluviais. “O plano alcança essas quatro áreas e cria um planejamento que visa responder ao crescimento populacional ao longo dos próximos 20 anos”, contou. A expectativa é de que os serviços alcancem 80% das moradias em 2035, quando a população estimada será de 60.064 habitantes. O investimento previsto para os setores é de aproximadamente R$ 68 milhões.

De acordo com o diagnóstico incluso no projeto, aproximadamente 94% dos moradores disse estar satisfeito com o abastecimento de água e a coleta de lixo convencional. Por outro lado, praticamente metade da população declarou sua insatisfação em relação aos serviços de drenagem urbana e coleta seletiva.Para Duarte, a avaliação negativa se deve à metodologia utilizada na pesquisa – que ouviu 182 pessoas – e à defasagem entre os resultados obtidos e a atual qualidade do serviço. “Quando realizados os questionários a coleta seletiva estava em pleno processo de expansão”, argumenta.

Em relação ao sistema de limpeza urbana, dados demonstram que, mesmo com a coleta seletiva, os moradores de Tijucas continuam a não separar o lixo reciclável. Das 907 toneladas de resíduos coletados por mês, 772 toneladas correspondem à coleta domiciliar, 75 à coleta seletiva e 60 à coleta informal (feita por catadores).

O estudo ainda aponta um potencial de aumento na coleta seletiva. Cerca de 240 toneladas de material reciclável descartados junto ao lixo comum ao longo do mês poderiam ser aproveitados de outra forma. Com a melhora nos índices de coleta, o impacto positivo se estenderia não apenas para o meio ambiente, mas também para os cofres do Município.

Documentos
Apresentação em Power Point
Plano Municipal de Saneamento Básico de Tijucas
Lei Municipal e Decreto Municipal sobre o assunto
Modelo de Pesquisa de Satisfação
Fórmula de Cálculo dos indicadores SNIS

Por Assessoria de Imprensa da CMT

AddThis Social Bookmark Button

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |