topo cmt curva azul2


INSTITUCIONAL

TIJUCAS

COMUNICAÇÃO

LEGISLAÇÃO

Resumo da 5ª sessão de julho de 2016

sessao 18jul2016Estiveram presentes na sessão os vereadores Elizabete Mianes da Silva (PSD); José Roberto Giacomossi (PSD); Antídio Pedro Reis (PMDB); Eder Muraro (PSD); Edson Souza (PMDB); Fernando Fagundes (PMDB); Jean Carlos de Sieno (PSC); José Leal Silva Júnior (PSD); Lialda Lemos (PSDB); Paulo Sartori (PR); Luiz Rogério da Silva (PSD); Sérgio Murilo Cordeiro (PSD) e Vilson José Porcíncula (PSD).

1. Projetos de lei

Sem projetos de lei.

2. Indicações e Requerimentos
2.1. Câmara pede apoio ao Estado para manter Hospital São José
A Câmara Municipal pediu ajuda ao governo do Estado para manter o funcionamento e ampliar o atendimento público do Hospital São José, de Tijucas. O pedido de auxílio foi feito por meio de três requerimentos e uma indicação aprovados na noite de segunda-feira (18). Os quatro documentos foram enviados ao Poder Executivo Municipal e Estadual. Autor das propostas, o vereador Eder Muraro (PSD) decidiu fazer as sugestõs depois de conversar com o atual administrador do Hospital, Vagner dos Anjos.

Entre as propostas, os parlamentares cobram à Secretaria de Saúde o retorno do pagamento dos incentivos ao Hospital São José no valor de R$ 109 mil mensais. A instituição não recebe os repasses desde janeiro deste ano, de acordo com o gerente da instituição. Outro requerimento pede à Celesc a isenção ou abatimento do valor pago na fatura de energia do hospital.

Pedido semelhante foi feito ao Prefeito Municipal, desta vez em relação à conta de água. A ideia é que o Município elabore um projeto de lei (PL) concedendo isenção da tarifa  de água e de esgoto. Segundo o gerente da instituição, o Hospital gasta mensalmente R$ 3 mil com o consumo de água – valor que será pago em dobro com a inclusão da taxa de esgoto. Com a criação do projeto, a intenção é de que o dinheiro economizado seja investido no próprio hospital, revertendo benefícios para a população.

Apesar do apoio as propostas, alguns vereadores ligados ao setor da saúde criticaram a atuação da unidade. “Foi gasto uma fortuna com a UTI, mas os leitos ficaram parados. Agora fazemos um pedido de verbas para que seja concluído o centro de imagens, cuja manutenção custará caro. Na minha opinião, isso irá se tornar uma bola de neve em que precisaremos correr atrás de mais e mais dinheiro”, expressou Vilson José Porcíncula, do PSD.

De acordo com o vereador Luiz Rogério da Silva (PSD), o pedido de R$ 500 mil para conclusão das obras do Hospital é uma boa proposta (Requerimento nº 58/2016), mas precisa ser revertida em prol da comunidade. “O Estado já interviu várias vezes, mas os investimentos não resultaram em melhoria para a comunidade. Voto a favor da proposta, desde que o recurso público seja para o público. O atendimento tem de ser feito para o SUS e com os preços cotados pela tabela SUS, sem custos a mais para o Município, Estado ou União”, opinou.

Requerimento nº 56/2016 | Requerimento nº 57/2016 | Requerimento nº 58/2016 | Indicação nº 92/2016

3. Fala dos vereadores
3.1. Eder Muraro (PSD) 
3.2. José Leal Silva Júnior (PSD) 

Assessoria de Imprensa da CMT

AddThis Social Bookmark Button

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |