topo cmt curva azul2


INSTITUCIONAL

TIJUCAS

COMUNICAÇÃO

LEGISLAÇÃO

Projeto traz atendimento a mulheres em situação de violência

acao violencia mulherUma unidade móvel especializada no atendimento a mulheres em situação de violência estará em Tijucas nos dias 24 e 25 de abril. A iniciativa é uma parceria entre Governo Federal, Estados e Municípios para a prevenção, combate e assistência a mulheres nessa situação de vulnerabilidade.

Com o objetivo de buscar informações sobre o projeto, a vereadora Fernanda Melo (PMDB) participou de reunião junto à Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Brusque na manhã da última terça-feira (11). O encontro serviu para alinhar e preparar a rede municipal nas atividades do programa Mulher, Viver sem Violência.

Criado em 2013, o projeto tem por objetivo integrar e ampliar os serviços públicos voltados às mulheres em situação de violência por meio de atendimentos especializados no âmbito da saúde, da justiça, da segurança pública, da rede socioassistencial e da promoção da autonomia financeira.

De acordo com informações da parlamentar, uma unidade móvel estará em Tijucas nos dias 24 e 25 de abril para prestar assistência e orientação às mulheres. O primeiro dia de atendimento acontecerá no bairro Oliveira, e o segundo junto ao Casarão Gallotti. “Na oportunidade também serão ministradas palestras e atividades relacionadas ao enfrentamento da violência contra as mulheres”, explica a vereadora.

Tijucas violenta
Segundo dados do Mapa da Violência de 2015, Tijucas integra a lista dos 100 Municípios brasileiros com maiores taxas de homicídio contra mulheres. O estudo levou em consideração informações colhidas entre 2009 e 2013, em municípios com mais de 10 mil habitantes do sexo feminino.

Nacionalmente, dados da Secretaria de Políticas para as Mulheres, da Presidência da República (SPM-PR), feitos a partir de balanço dos relatos recebidos pelo Ligue 180, registraram 63.090 denúncias de violência contra a mulher nos dez primeiros meses de 2015. Entre esses registros, quase metade (31.432 ou 49,82%) corresponde a denúncias de violência física, sendo que 58,55% foram relatos de violência contra mulheres negras.

Reunião SDR
Na foto, da esquerda para a direita, presentes na reunião da ADR, a representante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tijucas, Claudete de Souza Bianchezzi; a Coordenadora Estadual da Mulher, Aretuza [?]; representando a Secretaria de Saúde de Tijucas, Maria das Neves da Silva; a Coordenadora do CRAS, representando a Secretaria de Aação Social de Tijucas, Viviani Ferreira; Secretário Executivo da ADR Brusque, Wsaldo Ritow Filho; Vereadora Fernanda Melo; e a Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tijucas, Porto Belo e Bombinhas, Ana Paula Ribeiro Ramos Martinengui.

WhatsApp Image 2017 04 11 at 18.25.22

Por Assessoria de Imprensa da CMT

AddThis Social Bookmark Button

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |