topo cmt curva azul2


INSTITUCIONAL

TIJUCAS

COMUNICAÇÃO

LEGISLAÇÃO

Atlas Geográfico de SC será lançado nesta terça

A Secretaria de Estado do Planejamento lança nesta terça-feira (24), o fascículo 1 do Atlas Geográfico de Santa Catarina. A solenidade ocorrerá às 11h30, no hall do Teatro Pedro Ivo, com a presença do governador João Raimundo Colombo, do secretário de Planejamento, Murilo Flores, da secretária-adjunta da Educação, Elza Moretto, e do reitor da UDESC, Antonio Heronaldo de Sousa.

Diferente das edições de 1958, 1986 e 1991, o Atlas será publicado em capítulos avulsos para facilitar o manuseio e a atualização dos dados. O primeiro fascículo da obra intitulado Estado e Território trata da evolução da divisão político administrativa de Santa Catarina ilustrada com mapas da origem dos municípios catarinenses desde 1728, os limites geográficos e símbolos oficiais.mapa-regioes-santa-catarina

O secretário de Planejamento, Murilo Flores, comenta: “Além dos mapas, a análise do território contribui para a compreensão acerca do modelo de desenvolvimento instituído desde a formação das regiões catarinenses e como ocorreu o processo de ocupação. O Atlas é essencial para o uso pedagógico, por isso, será distribuída às bibliotecas da rede pública de ensino”. Está prevista a impressão de cinco mil exemplares.

O Atlas traz o mapa político do Estado atualizado com os dois últimos municípios instalados em janeiro de 2013, Balneário Rincão e Pescaria Brava, na região sul, além de dados históricos. Há relatos de fatos pouco conhecidos pelos catarinenses, como a criação do Território do Iguaçu em 1943 quando SC perdeu parte da região oeste para que o governo federal protegesse a soberania nacional.

A obra organizada pela professora Isa de Oliveira Rocha com cooperação técnica da UDESC e apoio da Diretoria de Estatística e Cartografia da Secretaria de Estado do Planejamento, tem como base a dissertação do geógrafo Fernando João da Silva defendida no Mestrado Profissional em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental pela Universidade do Estado.

Isa adianta que até o final do ano o capítulo 2, que trata do quadro natural do Estado, estará pronto para impressão. Os próximos fascículos abordarão características demográficas, econômicas, sócioespaciais e de gestão do meio ambiente. “O Atlas, além de ser fonte de dados e informações de fácil visualização para empresas, estudantes, professores, órgãos públicos, é um meio primoroso de ampliar o conhecimento sobre o Estado”, completa.

AddThis Social Bookmark Button

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |