topo cmt curva azul2


INSTITUCIONAL

TIJUCAS

COMUNICAÇÃO

LEGISLAÇÃO

Câmara promove audiência pública para discutir situação das obras de esgotamento sanitário

Tema recorrente na Câmara de Vereadores de Tijucas, as reclamações sobre as obras do esgotamento sanitário terão um novo capítulo, a realização de uma audiência pública. Por iniciativa do Presidente Luiz Rogério da Silva, Rogerinho (PMDB) um requerimento foi apresentado na sessão do dia 23 de setembro com o intuito de reunir o Diretor do SAMAE, o Engenheiro responsável pela fiscalização do SAMAE, Dirigentes e Engenheiros da Empresa contratada, além da Caixa Econômica Federal, Funasa, e representante da Secretaria Municipal de Obras, Transportes e Serviços Públicos.“Já recebemos algumas informações através do SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), mas há outras tantas que precisamos de dados mais pontuais”, salientou Rogerinho.

O propositor ainda destacou o bairro Praça como exemplo, “os ramais colocados nas proximidades do Casarão Gallotti, sentido bairro Praça, deixaram a via intransitável. Estive no local com o vereador Jean do Nico (PSC) e uma moradora nos abordou para fazer reclamações a respeito. Percebemos que as pessoas perderam a paciência, porque uma coisa é fazer a obra, outra coisa é prejudicar o acesso completamente.

A Vereadora Lialda Lemos (PSDB) aprovou o requerimento e também salientou problemas em algumas vias da cidade, “cito o exemplo das Mauri Afonso da Silva e Geraldo Rebelo, que estão intransitáveis, são muitas ruas prejudicadas. Já tive a oportunidade de conversar com o Engenheiro, mas penso que não tem como a empresa fazer a obra, virar as costas e ir embora. A Cosatel deixa os rastros e nós acabamos culpando a Secretaria de Obras, mas o papel de fiscalizar e cuidar é do SAMAE”, destacou ela.

A preocupação com os prazos foi enfatizada pelo Vereador José Leal Silva Júnior, Leal (DEM), “Sou favorável à realização da audiência, temos que estar preparados para a tarifa a mais que vai vir assim que a primeira etapa estiver concluída. Esperamos que os técnicos venham esclarecer a situação e nos informe dos prazos, pois vimos a vergonha que está nas ruas e ficamos imaginando o que está embaixo da terra”, enfatizou Leal, que foi seguido pelo pronunciamento do Vereador José Roberto Giacomossi, Betinho (PSD), “transitamos no município e percebemos que já está na hora de tomar providência, parabenizo o Presidente pelo requerimento”, falou Betinho.

Edson Souza (PMDB) fez coro aos colegas, “é oportuna e importantea realização da audiência, porque na verdade se discute muita coisa nessa Casa sobre o esgotamento sanitário, mas fica na teoria e na prática não se faz nada. Se for preciso teremos que fazer uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para fiscalizar e verificar as coisas como andam”, disse o Vereador que ainda abordou questões sobre a qualidade do material e os recursos destinados.

Segundo o Presidente, placas informativas destacam que a conclusão das obras está prevista para abril de 2014 e parte do recurso está garantido pela União. “Precisamos saber quais são as ruas, qual o percentual das obras já estão executadas. É uma das obras mais importantes dos últimos anos de Tijucas, é o nosso futuro que está em jogo, são mais de 20 milhões de reais que estão sendo investidos”, disse Rogerinho, que aproveitou para complementar, “não só a Câmara, mas a população precisa estar a par do que está acontecendo. Parte da obra está garantida pelo recurso da União, mas a outra parte dela quem vai pagar somos todos nós”, encerrou o Vereador.

AddThis Social Bookmark Button

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |