topo cmt curva azul2


INSTITUCIONAL

TIJUCAS

COMUNICAÇÃO

LEGISLAÇÃO

SC é um dos principais mercados de moeda falsa

imagesA prisão em flagrante dos cinco turistas de São Paulo com notas falsas neste domingo, dia 5, na Praia dos Ingleses, foi a primeira deste ano na Grande Florianópolis. Santa Catarina é um dos principais Estados em que esse tipo de crime é praticado por ca¬usa do grande número de visitantes circulando no litoral. O pico de ocorrências é agora, na alta temporada.

Só em 2013 foram mais de 60 inquéritos e pelo menos 10 prisões em flagrante por moeda falsa, na região. A Polícia Federal de SC abriu inquérito para investigar a origem do dinheiro e a autoria da falsificação das quatro notas de R$ 50 apreendidas pela Polícia Militar com o grupo de jovens paulistas, na Praia dos Ingleses. Os turistas tentaram pagar lanches e compras numa farmácia do Norte da Ilha. Os comerciantes perceberam, não aceitaram as notas e chamaram a PM, que identificou o carro com os jovens e fez o flagrante. Na casa alugada pelo grupo nos Ingleses havia R$ 2 mil em dinheiro, montante que passará por perícia federal. No celular de um deles foram encontradas fotos de fuzil, pistolas e de maconha. Dos cinco presos em flagrante, apenas um permanece detido.

O rapaz, que não teve o nome divulgado pela PF, já está na Central de Triagem do Estreito e responderá por crime de moeda falsa, artigo 289 do Código Penal. Se condenado, o suspeito poderá pegar de três a oito anos de prisão. A relação do suspeito com quem fabricou as cédulas falsas e as colocou em circulação será determinada durante as investigações. O delegado da Delegacia de Combate aos Crimes Fazendários (Delefaz) da PF/SC, Clóvis Roldão, disse que a prática é sazonal. – O fluxo deste tipo de crime é muito grande em regiões turísticas. Nesta época, a frequência aumenta – observou Roldão.

 

* Diário Catarinense

AddThis Social Bookmark Button

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |