topo cmt curva azul2


INSTITUCIONAL

TIJUCAS

COMUNICAÇÃO

LEGISLAÇÃO

SC cresceu mais do que o Brasil

A economia catarinense cresceu mais do que a brasileira em 2013. O Índice de Atividade Econômica Regional de Santa Catarina (IBCR-SC) subiu 4,1% no ano passado, enquanto a média do Brasil ficou em 2,52%. O levantamento integra o Índice do Banco Central (IBC-Br).sc

O indicador é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB) apurado pelo IBGE, que será divulgado na quinta-feira. Conforme o BC informou para o Departamento de Economia da Federação das Indústrias (Fiesc), no ano passado SC cresceu mais na agricultura e pecuária.

O levantamento inclui também indústria, comércio e serviços. O presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, observa que o dado do PIB deve variar – pode não ser 4,1%, mas o índice do BC mostra que o Estado terá resultado acima da média brasileira. Em dezembro, frente ao mesmo mês de 2012, o IBCR-SC também cresceu 4,1%. Mas na comparação com o mês anterior, novembro, houve queda de 2%, refletindo a situação mais difícil da economia do país no segundo semestre do ano passado, quando o IBC-Br apontou recessão.

Mesmo assim, o PIB do país deverá fechar em torno de 2,3%, conforme estimou o governo, bem mais do que o crescimento de 2012, que ficou em apenas 1%. – A indústria catarinense teve resultado melhor em 2013. A produção cresceu 1,5% enquanto no ano anterior tínhamos caído 2,5%. As vendas e o nível de emprego também cresceram – comenta Côrte.

Conforme o empresário, o Estado tem um modelo econômico desconcentrado e diversificado, especialmente na indústria, que precisa ser preservado. Isso é importante porque quando alguns setores têm dificuldades, outros vão bem.

 

* Diário Catarinense

AddThis Social Bookmark Button

© 2013 | Joomla - v2.5 | Todos os Direitos Reservados |